Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

domingo, 9 de maio de 2010

Vereador Salvio Santin - Parte II da Entrevista

|

Foto Vereador Salvio Santin
"Sinceramente, acreditei que esse sonho poderia ser realidade. Entretanto, hoje, não acredito mais. O que ainda pode acontecer é vir uma extensão de cursos técnicos profissionalizantes, ligados à UNB."
Hoje você acompanha a última parte da entrevista que realizamos com o Vereador Salvio Santin, onde serão abordados temas mais polêmicos e de grande repercussão na cidade. Salientamos que qualquer vereador, secretário municipal e o prefeito podem entrar em contato conosco e solicitar uma entrevista. O Redecol Brasil está convidando diversas personalidades locais para nos conceder entrevistas, já conseguimos contato com os vereadores Marquinho Abrão e José Orlando e nos próximos dias publicaremos suas entrevistas aqui no site com o objetivo de informar a população cristalinense a respeito do trabalho e das realizações dos nossos representantes na Câmara Municipal. Entre em contato conosco nos e-mails: contato@redecol.com.br ou redecolbrazil@gmail.com e agende sua entrevista, dê a oportunidade aos cidadãos de conhecerem seus planos e projetos para  tornar Cristalina uma cidade cada vez mais justa e desenvolvida, tanto economicamente, como no âmbito social. Agradecemos imensamente o Vereador Salvio Santin pela atenciosidade e presteza com que  o site Redecol Brasil foi atendido,  nosso espaço está aberto para qualquer informe que desejar passar a população de Cristalina. Veja abaixo a Entrevista que realizamos com o Vereador:


RCB - Além de freqüentar as sessões no Plenário da Câmara Municipal, como o cidadão pode acompanhar o seu trabalho de vereador?

Ver. Salvio Santin: Sou um cidadão eclético. Tenho atuação em várias frentes. Quem quiser participar do Conselho de Segurança, vai ver que lá sou o Coordenador do Conselho Anti-Drogas de Cristalina, onde um grupo de Conselheiros têm feito um belo trabalho na prevenção ao uso indevido de drogas; Sou Diretor da Associação Comercial; também, sou Diretor-Secretário do Sindicato Rural; participo da diretoria do CTG; do Circulo Italiano; Sempre que sou convidado, participo das atividades da comunidade.

RCB - Na sua visão, fazendo uma análise em todos os principais pilares da atuação do executivo, Educação, Saúde, Habitação, Emprego, Recursos, Segurança Pública, Meio ambiente, economia, etc... o que melhorou e o que piorou em Cristalina com o Governo Attíe?

Ver. Salvio Santin: O Governo Attié, completou um ano e quatro meses. Nesse período, podemos dizer que houve avanços significativos na área da organização urbana, especialmente com o término da sede da Prefeitura. Sinceramente, o abandono da obra, causava uma péssima impressão à região central. Com a inauguração melhorou a auto-estima da população.
A Segurança Pública de Cristalina, continua a ser um problema, a espera de solução. Assim, também, a Saúde, que até hoje não teve avanços. Já, na área de empregos, devemos dizer que as empresas estão chegando, muito mais pelas mãos dos empreendedores, do que, pelas iniciativas públicas. O DISTRITO INDUSTRIAL continua a ser apenas uma promessa, infelizmente. Na área de educação, entendemos que houve melhorias consideráveis. Os demais itens sugeridos continuam sendo uma promessa. Esperamos que se concretizem.

RCB - O senhor tem algum projeto para o desenvolvimento cultural de Cristalina? Hoje a cidade não tem sala de cinema, não temos teatros e o nosso Museu Municipal foi desativado há anos, como é possível mudar esse triste quadro?

Ver. Salvio Santin: Apóio a iniciativa do Prefeito em transformar Cristalina Velha num local cultural. Nesse sentido, apresentei um projeto para que seja restaurada a casa sede da Fazenda Casa Branca, eis que aquele local tem grande interesse turístico, pois  hospedou por muito tempo o casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai e freqüentemente recebia o ex-presidente Juscelino Kubitschek. Também, na área cultural tenho apoiado as iniciativas culturais dos artistas cristalinenses, especialmente, do Germano de Oliveira Melo, a quem propus, que a Câmara o homenageasse, com Votos de Louvor, pelo seu trabalho artístico, que o transformou num embaixador  cultural de Cristalina. A dilapidação do Museu Municipal foi um ato que deve merecer o repúdio de todos, pois, ainda no ano de 1984, quando vim pela primeira vez a Cristalina, o visitei a desde então, aprendi a admirar e a reconhecer o seu valor. Infelizmente, administradores insensatos, permitiram a sua destruição. Somos favoráveis à sua reativação, porque qualquer cidade que se preze, deve conservar a história do seu passado, e isso se faz com a recriação do Museu Municipal.

RCB - O trânsito da cidade vem se mostrando violento e problemático, a Prefeitura retirou o semáforo que ficava no cruzamento da Avenida Kaled Kosac com a Rua da Saudade e começou um processo de modernização do nosso trânsito, inclusive com a implantação de tachões em diversas partes da cidade, o que vem causando muita polêmica, como o senhor avalia esta questão? 

Ver. Salvio Santin: O Conselho de Segurança  no ano de 2009 fez uma campanha, visando melhoria no trânsito de Cristalina, especialmente com a educação dos motoristas e dos transeuntes. Sou favorável à organização do trânsito, por isso, apóio as iniciativas da Prefeitura. Devo dizer que prefiro os tachões, aos quebra-molas. É evidente que toda mudança causa polêmica. Entretanto, todos concordamos que algo precisa ser feito, no sentido de mudar o nosso trânsito, que está ficando impossível. O número de veículos circulando, aumentou muito. Nossas ruas são estreitas e não podemos permitir mão dupla, ou estacionamento nos dois lados das ruas; a circulação de caminhões pelo centro da cidade, devem ser restritos a alguns horários, caso contrário, vai ser impossível de se transitar e isso, vai interferir no valor dos imóveis e  na qualidade de vida do nosso povo.

RCB - Quem anda pelas calçadas de Cristalina encontra muitas barreiras, são degraus, buracos, rampas de garagem, lojas e revendedoras de veículos que ocupam todo o passeio público, esquinas sem rebaixamento nos meios fios para acesso de cadeirantes e muitas outras situações que coloca em risco o trânsito de idosos e pessoas com algum tipo de deficiência ou com a mobilidade reduzida, o senhor tem algum projeto para tentar mudar essa situação?

Ver. Salvio Santin: Esse problema nós esperávamos que o Prefeito Attié  solucionasse, pois foi para isso que o elegemos. Trata-se de um homem moderno,  ligado ao setor imobiliário, que não tem os mesmos comprometimentos dos Prefeitos anteriores, que temiam atingir seu aliados políticos, com a aplicação das  medidas previstas nas leis. Esperamos que o Prefeito Attié faça cumprir o Código de Posturas e as leis que já existem, inicialmente com fiscais educadores e, em seguida com fiscais que enquadrem os que não cumprem com as leis.

RCB - Um assunto muito polêmico foi a vinda da Fesurv – Universidade de Rio Verde para Cristalina, principalmente pelo fato dos cursos oferecidos serem em alguns casos os mesmos da FACEC, instituição cristalinense que está há muitos anos lutando pela educação superior no município, qual sua opinião sobre o tema?

Ver. Salvio Santin: Somos a favor da livre concorrência. Entendemos que havendo mais oportunidades para os jovens estudarem, será melhor para Cristalina. Assim, somos a favor da vinda de outras entidades de ensino superior, além da FACEC    e da FESURV,   por isso, continuamos a lutar para que o CENTEC faça o vestibular, para dar oportunidade de cursos técnicos e há muito lutamos pela implantação da UEG, que está presente em mais de 30 municípios e aqui, até hoje está praticamente ausente.

RCB - Nas eleições de 2008, o carro-chefe do então candidato Luiz Attíé e dos partidos aliados era o apoio do Governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, que teve seu mandato cassado e acabou  preso na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, acusado de corrupção e intimidação de testemunhas, como o senhor vê a relação da Prefeitura de Cristalina com o GDF hoje?

Ver. Salvio Santin: O Governador atual do Distrito Federal foi eleito para um mandato tampão, até 31 de dezembro, substituído José Roberto Arruda. Acho que as promessas feitas por Arruda, não serão cumpridas e Cristalina será muito prejudicada, pois esse governador não tem a mesma sensibilidade do anterior, que entendia que é crucial o apoio aos municípios do entorno. 

RCB - Outra promessa foi a vinda da Universidade de Brasília – UNB para Cristalina, diante da crise do Distrito Federal ainda é possível que a instituição venha para nossa cidade?

Ver. Salvio Santin: Sinceramente, acreditei que esse sonho poderia ser realidade. Entretanto, hoje, não acredito mais. O que ainda pode acontecer é vir uma extensão de cursos técnicos profissionalizantes, ligados à UNB.

RCB - O senhor já foi o principal representante do Prefeito Luiz Attíé na Câmara Municipal, como a Prefeitura vem sinalizando uma aproximação com o Governador do Estado de Goiás, Alcides Rodrigues, adversário do Senador Marconi Perillo, que tem grande chance de concorrer ao governo estadual, como o senhor enxerga essa situação?
Ver. Salvio Santin: O prefeito Luiz Attié tem declarado que apóia o governador Alcides Rodrigues. Nós achamos que ele está equivocado. Entretanto, respeitamos sua posição. Segundo Attié, o Governador vem sinalizando com diversos investimentos para o município, o que justificaria sua posição em favor do candidato apoiado por Alcides Rodrigues. O PSDB tem como pré-candidato a governador o Senador Marconi Perillo, que já provou sua vocação empreendedora e  sua capacidade administrativa, especialmente para nossa região.

RCB - Recentemente o governo de Goiás anunciou a intenção de construir a Rodovia Cristalina-Goiânia, na sua opinião, essa importante obra sai ou é somente promessa de ano eleitoral? Em relação a outras rodovias importantes no município, como é o caso da GO 309, o senhor tem alguma informação?

Ver. Salvio Santin: A  BR-457, que liga Cristalina a Ponte Funda, no município de Vianópolis, foi projetada há mais de 20 anos. Se ontem ela era importante, hoje é muito mais. Creio que não há quem segure, pois a rodovia é muito importante. Temos instado vários senadores, deputados federais e estaduais, secretário Oton Nascimento, do Planejamento,  do Governador Alcides, bem como, o presidente da AGETOP, sobre a importância da estrada. A própria construção da Ferrovia Norte/Sul, para ser viabilizar, vai precisar de interligações rodoviárias, que levem ou busquem mercadorias da região; todo veículo que vem do sul da Bahia, norte de Minas, do Rio de Janeiro ou do Espírito Santo, será beneficiada pela rodovia. Por isso, acredito que o sonho será uma realidade. Já com relação a Estrada GO-309, que demanda a Unaí-MG, é uma rodovia de grande importância, pois encurtaria, em mais de 80 km. a distância para Unaí. Assim, Cristalina se transformaria num grande eixo rodoviário. 

RCB - Desde o início dessa Legislatura o site da Câmara Municipal de Cristalina foi retirado do ar, o que é lamentável, haja vista que era um canal que permitia ao cidadão acompanhar o trabalho do seu vereador, o senhor poderia informar a população o motivo que levou o fim do site e se existe previsão do seu retorno?

Ver. Salvio Santin: O motivo deve ser dado pela atual presidente da Câmara de Vereadores. De minha parte, quanto mais divulgado o trabalho do vereador, melhor.

RCB - Como o senhor avalia o atual processo de industrialização por qual passa Cristalina?

Ver. Salvio Santin: Cristalina chegou na era industrial, com a vinda das empresas que irão industrializar nossa produção agrícola. É evidente que nós temos que nos preparar para ocupar as vagas que serão criadas no mercado de trabalho. Caso não tenhamos pessoas qualificadas, é certo que as empresas buscarão trabalhadores em outras praças. Com a vinda de uma empresa, outras virão e o ciclo da industrialização será uma realidade. Quem viver, verá.

RCB - Gostaria que o senhor falasse a respeito da Eleição para escolha do Presidente da Câmara Municipal.

Ver. Salvio Santin: A eleição contou com duas chapas, sendo uma liderada pela Vereadora Cirlene e outra por mim. Houve um vereador que equivocou-se ao votar, tendo, segundo nosso entendimento, anulado seu voto. Após ter dito seu voto, o então presidente interferiu na intenção de voto, oportunidade em que o vereador mudou seu voto. Nós entendemos que a correção foi indevida e por isso, entramos na justiça, para anular o voto. Com isso, assumiríamos a presidência. A questão está sob análise da justiça em grau de recurso. Caso o Tribunal de Justiça entenda pela anulação do voto, a chapa composta por mim, tendo como vice, Olivar Caetano de Souza, Sandra Carvalho, como Secretária e o vereador Rosivaldo, como membro, irá assumir a presidência, sendo que, se não for revista à decisão, a Câmara continuará a ser dirigida pela vereadora Cirlene.

RCB - Fique a vontade para as suas considerações finais.

Ver. Salvio Santin:  Para finalizar quero parabenizar a equipe do Site Redecol Brasil, pela brilhante iniciativa. Estamos na era da informação e a pessoa bem informada, tem mais condições de ter  sucesso em suas  iniciativas.  Agradeço a oportunidade que me é concedida e coloco-me  a  disposição para outras considerações.



Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.