Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Horário de Verão começa no próximo domingo (21/10)

|

Horário de Verão começa no próximo sábado
Horário de Verão.
Atenção, a partir da 0h do próximo domingo (21/10), começa o horário brasileiro de verão, os moradores das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e o estado do Tocantins devem adiantar seus relógios em uma hora.

O governo espera uma economia de cinco (5%) no consumo de energia (no horário de pico que vai das 18h às 21h) no período de vigência do horário de verão, que entra em vigor no dia 21 de outubro de 2012 e termina somente em 17 de fevereiro de 2013.

A medida enfrenta grande resistência por parte da população dos estados atingidos, a economia de apenas cinco por centro no consumo é apontada como pouco expressiva diante dos grandes transtornos causados pelo horário de verão, principalmente no relógio biológico das pessoas que precisam levantar cedo.

Já o Operador Nacional do sistema Elétrico (ONS), argumenta que o horário de verão é adotado porque nesta época do ano há um aumento na demanda por energia, principalmente devido ao calor e o crescimento das indústrias por causa do período de fim de ano. Devido a posição geográfica dos estados das regiões Norte e Nordeste, que estão próximos a linha do Equador, no verão os raios solares incidem com menos intensidade ao longo do dia, por isso, essas regiões ficam de fora do Horário de Verão.

Não se esqueça, à meia-noite do próximo sábado para domingo (21/10), entra em vigor o Horário Brasileiro de Verão, nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e no estado do Tocantins.

Tocantins Substitui Bahia no horário de Verão

Após uma forte rejeição de 75% por parte da população, o governo baiano pediu a saída do seu estado do horário de verão, em seu lugar, entrou o estado do Tocantins. Queria que fosse auferido o índice de rejeição do horário de verão aqui no Distrito Federal, acredito que seja superior ao registrado na Bahia.

Argumento do governo: Horário de verão evitará gasto de R$ 3 bilhões com construção de usinas térmicas

O horário de verão, que começa no próximo domingo (21/10), poderá evitar gastos estimados em R$ 3 bilhões na construção de novas usinas térmicas a gás, que seriam necessárias para garantir a segurança do suprimento de energia no horário de pico, se não houvesse a medida.

“Se não houvesse redução da demanda, o país teria que instalar usinas para atender às necessidades. Então, não instalando usinas, os investimentos deixam de ser feitos”, disse hoje (17/10) o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ildo Grüdtner.

Segundo ele, a mudança de horário proporciona um ganho considerável para a segurança do sistema elétrico brasileiro. “Menor demanda implica maior segurança para o sistema, que não fica tão 'estressado'. Há também maior flexibilidade operativa para liberar instalações para manutenção e redução da geração de energia térmica para atender a esse consumo”, explicou o secretário.

De acordo com expectativas do governo, com a adoção do horário de verão, será evitado um gasto de R$ 280 milhões com o acionamento de usinas térmicas neste ano para suprir a demanda no horário de pico. Segundo Grüdtner, a redução da demanda de energia no horário de pico neste ano deve ser de cerca de 4,5%, o que representa 2,2 mil megawatts. A redução total de consumo deverá ser de 0,5%.
Com informações da Agência Brasil/Edição: Redecol Brasil

Categorias: Atualidades


Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.