Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Entrevista com Vereador Marquinho Abrão - Parte I

|

Foto Vereador Marquinho Abrão
"As minhas idéias e sugestões, expressadas através de inúmeras indicações, que são muitas, o atual prefeito não lê e nem responde. O que é um desrespeito com a atividade legislativa..."
Hoje e amanhã, o Site Redecol Brasil publica uma entrevista que realizamos com o Vereador Marco Aurélio Ribeiro (PPS), mais conhecido como Marquinho Abrão. Na primeira parte da entrevista, o vereador fala a respeito de temas gerais que são de interesses da população cristalinense, tais como, projetos e indicações apresentados, áreas da cidade que mais carecem de investimentos, segurança pública... etc já na entrevista de amanhã, o Vereador Marquinho Abrão avalia a vinda de faculdades particulares para Cristalina, vida da UNB, processo de industrialização do município dentre outros temas, não perca. Veja abaixo a Primeira Parte da Entrevista:


RCB - Nome, partido político, profissão e local de nascimento.

Ver. Marquinho Abrão: Chamo-me Marco Aurélio Ribeiro - “Marquinho Abrão”, PPS, vereador, Cristalina-GO.

RCB - O que o senhor fazia antes de ser vereador?

Ver. Marquinho Abrão: Trabalhava em açougue da família.

RCB - O que o fez se interessar pela política?

Ver. Marquinho Abrão: A comunidade carente do nosso município, a falta de emprego, a deficiência na saúde e na educação e todas as demandas sociais.

RCB - Quantos mandatos o senhor já teve?

Ver. Marquinho Abrão: Dois mandatos de vereador e agora estou exercendo o terceiro.

RCB – Quais foram suas maiores conquistas e dificuldades nesse período?

Ver. Marquinho Abrão: Tive a honra de ser eleito muito jovem, em 1996. Foi um mandato frutífero, estive sempre próximo das pessoas para ajudá-las, trabalhar por elas. Fui julgado em 2000 pelas urnas e não fui eleito, embora alcançando uma votação expressiva. Mesmo perdendo aquela disputa, não deixei de fazer política, o que resultou com meu retorno para à Câmara em 2004, quando fui presidente da Câmara. Voltei novamente com o pleito de 2008 e a minha maior dificuldade é quando, por um motivo ou outro, não consigo resolver aquilo que as pessoas, as instituições, os segmentos organizados da sociedade me solicitam.

RCB - Quais as indicações de destaque do senhor nessa Legislatura?

Ver. Marquinho Abrão: Neste período, já são 10 anos de atividade legislativa, foram centenas de indicações aprovadas. Meu mandato tem muitas conquistas para o povo. Só através de devolução de parte do duodécimo São Bartolomeu e Marajó receberam ambulâncias, foram construídos PASS – Programa de Apoio à Saúde e à Segurança na vila São João e em Marajó, Quadra de Esportes Mário Attié. Fui responsável por extensão de redes de água e luz em diversos bairros da cidade, por colocação de telefones públicos em vários locais, asfalto e briquete em muitas ruas da cidade. Por minha iniciativa a Câmara homenageou os sulistas, garimpeiros, professores, enfim, todos que construíram e constroem a nossa cidade.

RCB - Quais são os seus projetos prioritários para esta legislatura?

Ver. Marquinho Abrão: No atual mandato exerço o papel de oposição para o qual o eleitor me convocou. Se foi eleito um prefeito que não fazia parte da minha coligação, certamente tenho que ser o seu fiscal, para denunciar as coisas erradas e os desmandos que porventura aconteçam. Por isso a minha prioridade é cobrar para que a atual administração cuide melhor da saúde, da educação, do social, das estradas. As minhas idéias e sugestões, expressadas através de inúmeras indicações, que são muitas, o atual prefeito não lê e nem responde. O que é um desrespeito com a atividade legislativa é bom frisar.

RCB – Na sua opinião, quais são as áreas da cidade que mais carecem de investimentos públicos?

Ver. Marquinho Abrão: Cristalina precisa urgentemente de um novo hospital. As escolas precisam de investimentos, manutenção, os professores têm que ser valorizados, o social precisa de mais atenção, os bairros não podem ficar abandonados como estão. O município precisa criar cursos profissionalizantes para absorver a mão de obra das indústrias que estão chegando...

RCB – O cidadão cristalinense pode enviar ao senhor sugestões de projetos? Como?

Ver. Marquinho Abrão: Não só pode como deve, a participação da comunidade é muito importante no trabalho do vereador, pode ser enviado ao meu gabinete na Câmara Municipal ou no meu e-mail marquinhoabrao@uol.com.br

RCB – O senhor acha que a saúde, a educação, a habitação, o nível de emprego, a segurança pública, o desenvolvimento social e considerando todos os aspectos de atuação do executivo e legislativo, o que melhorou e o que piorou com o Governo Attíe?

Ver. Marquinho Abrão: Tudo Piorou. A frustração da população é grande. A saúde está decadente, sem investimentos, sem remédios, sem apoio a tratamentos específicos; na educação até agora não se viu um investimento sequer; de acordo com o Caged Cristalina teve menos empregos em 2009 do que em 2008; na habitação é uma vergonha o que a administração está fazendo com a vila Andrade, permitindo que as ruas se deteriorem e que a população perca a motivação com tanto descaso do poder público; na segurança em menos de um ano e meio Cristalina já teve três delegados,não há o secretário municipal de segurança e o número de homícios em 2009 mais que dobrou com relação a 2008. É uma pena a cidade se encontrar nesta situação. Não era esta a mudança que o povo esperava.

RCB - Quais são as metas em sua carreira política? O senhor será candidato a Deputado Estadual?

Ver. Marquinho Abrão: Antes de mais nada quero ser um bom vereador, que cumpra com os meus deveres. Embora meu partido queira, não vou ser candidato a deputado estadual agora, mesmo com números favoráveis ao meu nome. Quero cumprir bem o meu mandato e, ao final, se estiver bem nas pesquisas e sentir apelo popular, posso analisar uma candidatura a prefeito, que é uma decisão que deve ser tomada com muito equilíbrio e sobriedade.

RCB - Como é a sua relação com o Poder Executivo Municipal?

Ver. Marquinho Abrão: Tenho uma relação de respeito, faço meus ofícios e indicações, quando sou convidado participo dos eventos do Poder Executivo, apoio e voto os projetos que são bons para nossa cidade, e o que vejo que vai prejudicar o nosso povo sou contra.

RCB – Como os cidadãos podem acompanhar o seu trabalho de vereador?

Ver. Marquinho Abrão: Através do twiter, do site cristalinavip e acompanhando as sessões na Câmara todas às quintas-feiras às nove horas da manhã.



Comente com sua conta do Facebook


6 comentários :

  1. Até parece vereador! A carência de Cristalina não vem de hoje não. Os cristalinense sofre com isso já fazem anos. Quem fez a vila andrade foi o outro prefeito e muito mal feita a vila. o problema não vem de hoje. Esse vereador não tem é vergonha mesmo! Pq que ele não fala da época que os 22 mandavam na cidade? que nunca fez nada por nois? Nois nunca teve hospital nem emprego nem escola! uma vergonha! ele é oposição só para detonar o que o prefeito luiz attiê faz por nois e que nunca ninguém teve coragem de fazer!

    ResponderExcluir
  2. Até parece vereador! A carência de Cristalina não vem de hoje não. Os cristalinense sofre com isso já fazem anos. Quem fez a vila andrade foi o outro prefeito e muito mal feita a vila. o problema não vem de hoje. Esse vereador não tem é vergonha mesmo! Pq que ele não fala da época que os 22 mandavam na cidade? que nunca fez nada por nois? Nois nunca teve hospital nem emprego nem escola! uma vergonha! ele é oposição só para detonar o que o prefeito luiz attiê faz por nois e que nunca ninguém teve coragem de fazer!

    ResponderExcluir
  3. Segundo o nosso EXCELENTÍSSIMO vereador: "Se foi eleito um prefeito que não fazia parte da minha coligação, certamente tenho que ser o seu fiscal". Nessa frase o vereador Marquinho Abrão deixa claro que ele só fiscaliza porque o prefeito é da oposição, ou seja, quando o prefeito era o Antonino ele não fazia nada. Eu NUNCA vi o Marquinho Abrão fazer uma crítica ou reclamação da administração passada. Será que o governo do Antonino era perfeito??? Será que não existiam buracos na cidade??? Será que o hospital era de primeiro mundo e só qndo o Attié entrou ele ficou como está????
    Acho o marquinho abrão um tremendo CARA DE PAU. Na adminstração passada a prefeitura não tinha nem sede. Ele esquece que quem fez o asfalto da Vila Andrade foi o antonino. Pq será que ela está cheia de buracos????
    Se a administração passada fosse boa, o Antonino não tinha perdido. Em time que está ganhando não se meche!

    ResponderExcluir
  4. Para a administração do site:

    Gostaria de fazer algumas perguntas ao nosso Vereador marquinho abrão:

    1- O Antonino ficou 4 anos na prefeitura e o hospital continuou o mesmo da administração Castro Neto. Não venha me falar que mudou alguma coisa, pois não mudo. Os médicos sempre foram os mesmos. Não haviam aparelhos. A unica coisa que se fazia era pintar o HMC por fora para parecer q houve reforma. E pq ele não criticava e não pedia, como faz agora, uma reforma do hospital????
    2- Pq não construiu a prefeitura????
    3- Pq não trouxe faculdade de fora??? E não adinata responder q é pq precisa valorizar a Facec. Essa resposta não cola. Pq cristalina comporta mais de uma faculdade.
    4- Pq NUNCA trouxe uma indústria pra cristalina???? Acho que não é tão dificil assim, pq senão o Attié não tinha trazido 3, eu disse TRÊS INDÚSTRIAS, em menos de um ano de governo.
    5- A segurança é OBRIGAÇÃO DO ESTADO, SEGUNDO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL. E outra na época do Antonino era a mesma coisa.
    6- Posso dizer que houve, até ondfe eu sei, evolução na educação. Ou será que na administração passada os professores tinham DÉCIMO QUARTO SALÁRIO?????

    ResponderExcluir
  5. TCU identifica falhas em projeto de irrigação em Cristalina (GO)

    O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que o ex-ministro de Estado Gustavo Krause Gonçalves Sobrinho, o ex-secretário de Recursos Hídricos Paulo Afonso Romano e o ex-secretário do Entorno de Brasília e do Nordeste Goiano (GO) Antônio Camilo de Andrade e demais responsáveis terão de apresentar defesa ou devolver solidariamente o valor atualizado de R$ 150.136.880,72 aos cofres públicos, por irregularidades em projeto de irrigação do assentamento Três Barras, em Cristalina (GO). O TCU deu prazo de 15 dias para a defesa ou para o recolhimento do valor aos cofres públicos.
    Relatório do TCU aponta que a celebração do convênio entre o Ministério do Meio Ambiente e o Estado de Goiás ocorreu sem os requisitos legais necessários, com previsão de exigências a serem cumpridas posteriormente. Houve discrepância entre dados adotados no projeto básico e os levantamentos efetuados no campo. A análise da viabilidade econômico-financeira do projeto ficou comprometida.
    Segundo o ministro Raimundo Carreiro, relator do processo, os recursos devem ser devolvidos integralmente. “O projeto de irrigação nunca foi implementado, constituindo-se num caso típico de emprego ineficiente e ineficaz de recursos públicos”, explicou.

    ResponderExcluir
  6. POIS AQUI FICA OS MEUS PARABENS PARA O MARAVILHOSO VEREADOR MARQUINHO ABRÃO, ESSE SIM PODE FALAR DE ALGUNS POLITICO PQ ELE FAZ A DIFERENÇA NA NOSSA POLITICA, E ISSO AI QUEREMOS VC E CM PREFEITO....

    ResponderExcluir

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.