Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Curiosity conclui testes em seus equipamentos e reinicia missão em Marte

|

Sonda Curiosity em Marte
Concepção artística do Curiosity em Marte. Crédito: NASA
O jipe-robô Curiosity, concluiu os testes em seus equipamentos e agora irá se deslocar à região marciana de Glenelg, onde os cientistas detectaram a presença de três tipos de terrenos, no local, o Curiosity fará perfurações em rochas através de um poderoso laser e por meio de seus instrumentos serão feitas análises nos sedimentos em busca de rastros de existência de vida microbiana num passado remoto em Marte.

Foto das rodas e do assoalho do Curiosity em Marte
Esta imagem feita por uma das câmeras do Curiosity, mastro o assoalho e as rodas do jipe-robô. Crédito: NASA
Na semana passada o braço mecânico do Curiosity foi exaustivamente testado, foram coletadas algumas amostras de rochas e os técnicos da NASA confirmaram que a capacidade de mover o braço do robô está funcionando perfeitamente. O robô ficou quase uma semana parado na mesma posição, ocasião em que seu braço mecânico de 2,1 metros pudesse executar uma sequência pré-programada de movimentos, foi verificado ainda o Sistema de amostras de solo.
Leia também:
O receio da NASA é era de que a longa viagem e o complexo pouso na superfície de Marte tivesse prejudicado o funcionamento dos equipamentos do Curiosity. Além disso, as condições de gravidade e de temperatura do planeta vermelho são muito diferentes da Terra, onde o Curiosity havia sido testado antes de iniciar sua épica viagem espacial.
Instrumento de espectrômetro de Raio-X do Curiosity
Espectrômetro de Raios-X do Curiosity, ao fundo, paisagem marciana. Crédito: NASA
“Conseguimos mostrar que os instrumentos estão funcionando, que sobreviveram à queda do jipe-robô em Marte. Conseguimos comprovar a boa calibração”, afirmou Ralf Gellert, pesquisador da Universidade de Guelph, no Canadá, durante entrevista coletiva na última quarta-feira (12/09).

Até o momento, desde que chegou a Marte no dia 06 de agosto, o Curiosity já se deslocou 109 metros a leste do ponto de pouso, na cratera Gale. Seu destino é a região de Glenelg, onde há uma interseção de solo que pode propiciar importantes descobertas cientificas. Em seguida, o robô segue em direção ao monte Sharp, ponto principal de sua missão de dois anos em busca de vestígios de vida em Marte.
Camêra no braço mecânico do Curiosity
Câmera do braço mecânico do Curiosity chamada de Mão de Marte.  Crédito: NASA
Com cerca de três metros de comprimentos, dois de altura e quase uma tonelada de peso, o Curiosity é do tamanho de um carro e custou mais de 2,5 bilhões de dólares (R$ 5 bilhões), ele é capaz de transpor obstáculos de até 65 centímetros. O robô pode se deslocar a distâncias de 160 metros por dia marciano, dependendo do tipo de terreno.

O Curiosity carrega o Laboratório Científico de Marte – MSL, com dez instrumentos altamente sofisticados e aptos a procurar, coletar e analisar os mais variados tipos de elementos químicos que possam induzir uma provável existência de vida passada ou presente em Marte. O misterioso subsolo marciano será analisado com um laser, que fará um verdadeiro raio-X das rochas, por meio de espectrômetro os gases serão analisados e os resultados enviados à Terra. Outro objetivo do Curiosity é encontrar compostos de carbono, elemento essencial para a vida tal qual a conhecemos. 

Categorias: Tecnologia


Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.