Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Agricultura transforma Cristalina em município bilionário

|

Valor da Produção Agrícola em Cristalina 2010
O valor da produção agrícola de Cristalina é superior a R$ 1 bilhão, marca que coloca o município em segundo lugar no Brasil entre os maiores PIBs – Produto Interno Bruto Agrícola, os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE por meio do estudo de Produção Agrícola Municipal – PAM 2010. Esse avanço se deu principalmente pelo crescimento na produção de feijão, milho e soja, além é claro, da valorização destes produtos no mercado nacional.

Município líder no valor da produção agrícola em Goiás, Cristalina experimenta um grande desenvolvimento econômico, impulsionado principalmente pelos mais de 600 pivôs que irrigam mais de 50 mil hectares de lavouras, produzindo uma enorme variedade de produtos durante quase todo o ano.

Se houvesse maior capacidade energética, Cristalina estaria produzindo muito mais alimentos para o Brasil, mas, infelizmente a Companhia Energética de Goiás – CELG, não consegue atender a demanda por energia elétrica no município, ocasionando um estrangulamento no desenvolvimento local que poderia estar gerando muito mais empregos e renda à população.

O site Redecol Brasil parabeniza os produtores de Cristalina pelo desenvolvimento que vem proporcionando ao município, mesmo contando com imensas dificuldades e falta de apoio das três esferas de governo, eles não desanimam e continuam a trabalhar, produzindo não só alimentos, mas também, gerando esperança de dias melhores. Veja abaixo, a relação dos 50 municípios brasileiros que tem o maior valor da produção agrícola no Brasil:


Área plantada e destinada à colheita, área colhida, valor da produção, variação do valor da produção, participação no total do valor da produção,segundo os principais municípios produtores, em ordem decrescente de valor da produção - 2010
Pos.
Principais municípios produtores
Área plantada e destinada à colheita (ha)
Área colhida (ha)
Valor da produção
(1 000 R$)
Variação do valor da produção em relação ao ano anterior (%)
Participação no total do valor da produção estadual (%)
Brasil
65.371.447
64.550.129
154.079.761
8,9
100
São Desidério - BA
441.164
441.164
1.077.024
0,6
7
Cristalina - GO
313.150
313.150
1.038.691
39,6
6,7
Sorriso - MT
875.851
875.851
922.232
(-)30,6
6
Sapezal - MT
575.817
576.817
849.881
(-)17,9
5,5
Jataí - GO
370.791
370.791
784.337
37,9
5,1
Chapadão do Céu
215.646
215.646
760.410
60,8
4,9
Campo Novo do Parecis
508.890
508.890
712.747
(-)16,5
0,9
Formosa do Rio Preto
350.375
350.375
653.909
13,3
4,2
Nova Mutum - MT
448.345
448.345
635.832
(-)19,9
4,1
10º
Petrolina - PE
26.951
24.151
630.383
39
4,1
11º
Diamantino - MT
423.414
423.414
600.229
(-)21,8
3,9
12º
Uberaba - MG
183.615
183.615
592.581
14,3
3,8
13º
Primavera do Leste
357.738
357.590
587.762
(-)14,3
3,8
14º
Campo Verde - MT
291.186
291.186
582.984
(-)2,0
3,8
15º
Rio Verde - GO
421.965
421.965
574.639
(-)21,9
3,7
16º
Maracaju - MS
351.439
351.289
557.174
27,4
3,6
17º
Rio Brilhante - MS
233.539
233.539
506.917
46,5
3,3
18º
Barreiras - BA
195.282
195.282
505.089
15,6
3,3
19º
Itiquira - MT
287.512
287.512
494.795
9,4
3,2
20º
Lucas do Rio Verde
421.300
421.300
488.528
(-)22,5
3,2
21º
Unaí - MG
203.128
203.128
444.626
(-)17,6
2,9
22º
Ipameri - GO
101.821
101.821
435.027
97,5
2,8
23º
Mineiros - GO
183.538
183.538
427.920
37,2
2,8
24º
Juazeiro - BA
36.629
36.629
422.900
(-)9,5
2,7
25º
Querência - MT
242.578
242.578
419.076
13,3
2,7
26º
Castro - PR
159.995
159.995
413.555
3,8
2,7
27º
Nova Ubiratã - MT
349.391
349.391
403.777
(-)28,4
2,6
28º
Luís Eduardo Magalhães
170.912
170.912
386.471
0,8
2,5
29º
Brasília - DF
119.198
118.952
349.038
(-)3,9
2,3
30º
Barretos - SP
95.661
94.602
345.880
80,9
2,2
31º
Patrocínio - MG
58.362
58.362
345.846
69,7
2,2
32º
Paracatu - MG
99.459
99.459
343.296
6,5
2,2
33º
Dourados - MS
228.056
228.055
340.880
44
2,2
34º
Sidrolândia - MS
234.039
234.039
340.595
41,1
2,2
35º
Ponta Porã - MS
222.415
222.415
339.920
26,6
2,2
36º
Correntina - BA
157.435
157.435
335.024
(-)4,3
2,2
37º
Ipiranga do Norte
257.852
257.852
322.468
(-)17,1
2,1
38º
Campos de Júlio -
288.771
288.771
318.216
(-)35,8
2,1
39º
Uruguaiana - RS
72.227
68.977
315.148
(-)17,9
2
40º
Perdizes - MG
74.745
74.745
309.763
8,3
2
41º
Itapeva - SP
103.844
100.834
309.393
(-)43,1
2
42º
Balsas - MA
139.810
139.810
308.386
12,1
2
43º
Tibagi - PR
160.093
160.093
302.220
13,4
2
44º
Guaíra - SP
99.805
98.857
300.471
11,9
1,9
45º
Morro Agudo - SP
112.299
112.285
299.751
(-)14,1
1,9
46º
Luziânia - GO
82.540
82.540
294.534
54,1
1,9
47º
Montividiu - GO
186.795
186.795
293.525
(-)13,6
1,9
48º
Pinheiros - ES
25.061
25.061
290.174
0,8
1,9
49º
Costa Rica - MS
135.339
135.339
289.113
8,3
1,9
50º
Mogi Guaçu - SP
31.555
31.555
286.853
15,6
1,9
Fonte: IBGE e edição Redecol Brasil - www.redecol.com.br



Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.