A Rádio Progresso de Juazeiro do Norte CE é a primeira emissora a migrar do AM para FM


Inauguração da Rádio Progresso em juazeiro do Norte CE
O ministro das Comunicações, André Figueiredo na
inauguração da Rádio Progresso FM. Foto: MiniCom
Em Juazeiro do Norte (CE), a Rádio Progresso entra para a história da radiodifusão brasileira como a primeira emissora do país a migrar da faixa AM para FM. A mudança de frequência aconteceu na sexta-feira (18/03). Clique aqui e ouça a Progresso FM ao vivo! O evento de inauguração da nova faixa contou com a presença do Ministro das Comunicações André Figueiredo, além de autoridades da cidade e do Estado.

Com a publicação do decreto no Diário Oficial da União na terça-feira (15/03), a Rádio Progresso de Juazeiro. Pôde iniciar a transmissão no dial FM na frequência 97.9 FM. De acordo com o diretor presidente da emissora, Antônio Firmino da Silva, o trabalho de transição foi árduo e envolveu muitos profissionais para deixar a rádio apta para a migração.

“Trabalhamos muito durante um ano para enviar toda a documentação necessária e fizemos a troca dos equipamentos há mais de seis meses. Realmente foi muito trabalhoso e cansativo todo o processo, mas é muito gratificante ver o resultado esperado. Hoje comemoramos, pois somos a primeira rádio a migrar no país”, afirmou o diretor.

Para Firmino a expectativa é de colocar a rádio num patamar de igual para igual com as demais emissoras. “Mudamos 70% da programação e com o tempo vamos moldando nossa grade para atender ao público ouvinte. É claro que temos um público fiel e queremos conquistar mais ouvintes. Estamos felizes com essa conquista histórica”, declarou.

Para o Ministério das Comunicações, a expectativa é de que outras emissoras que já estejam quitando seus boletos de nova outorga em FM recebam a autorização para migrarem de faixa.

Saiba mais
Mais de 200 boletos já foram emitidos para as emissoras efetuarem o pagamento da outorga. As 950 rádios do primeiro lote ocuparão o chamado espectro FM “convencional”, e devem enviar toda a documentação até o dia 24 de maio. A partir do recebimento do boleto, a emissora tem 90 dias para quitar o valor, que deverá ser pago em parcela única. O Ministério das Comunicções recebeu 1.384 pedidos de emissoras interessadas na migração. As rádios presentes no primeiro lote terão simulcasting – período de transmissão simultânea em AM e FM para adaptação da audiência – de 60 dias.

Já as 370 emissoras do segundo lote, ou lote residual, provavelmente terão simulcasting de cinco anos. O período disponibilizado para o segundo lote apresentar a documentação vai de 25 de junho a 22 de setembro.

Fonte: Abert (www.abert.org.br)



Comente com sua conta do Facebook

Comente com sua conta do Google

Um comentário

  1. Deveria se chamar Radio RETROCESSO, pois está andando pra trás ao invés de andar pra frente. Está seguindo a cartilha do sistema dominante que quer ceder a faixa de AM para as operadoras de telefonia. Vai ficar pra história como a primeira rádio do Brasil a ficar de quatro para o sistema, NOTA ZERO! VERGONHA!

    ResponderExcluir

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.