O Capital-Cristalina já é apontado como favorito na disputada da 2ª Divisão do Campeonato Brasiliense da Segunda Divisão 2011

presidente do Capital
Pavão presidente do Capital FC.
Enquanto está ganhando mais um time profissional, com o retorno do Clube de Regatas Guará, a cidade está perdendo outro, com a mudança do Capital para Cristalina. O clube fez uma parceria com o Cristalina Futebol Clube da cidade goiana para a disputa da Segundona deste ano.

Saiba mais sobre a estreia do time no Candangão 2011.

Na parceria, o clube goiano assume todas as despesas com o time, que passa a se chamar Capital/Cristalina.  Como não podia mais filiar-se à Federação  Brasiliense de Futebol antes de 2015, o clube goiano está pegando emprestado a filiação do Capital para ter direito de disputar o campeonato brasiliense.

Com apoio da Prefeitura da cidade, o Cristalina preferiu disputar o campeonato brasiliense por causa das possibildades maiores de chegar à primeira divisão e também da diferença de custos em relação ao campeonato goiano, que exigiria viagens mais longas pelo estado.


Estádio
Ter um time forte para atrair o torcedor local faz parte da estratégia do prefeito Luis Carlos Attié para justificar a construção de um estádio, com capacidade para 10 mil pessoas já para o próximo ano.

Por outro lado, a parceria foi a única solução para a sobrevivência do Capital. “Já havia decidido licenciar o clube da Federação Brasiliense porque não teria condições de disputar o campeonato deste ano, por absoluta falta de recursos financeiros. Sou funcionário público e não consegui os patrocinários necessários”, justifica o presidente do Capital, Ademilton Pavão.
Satisfeito com a estrutura oferecida por Cristalina, Pavão acredita que time é um dos favoritos a uma das quatro vagas de acesso.

“Além de estarmos com um time forte, temos alojamento e toda a estrutura que não dispunha no Guará”, completa. Além do estádio, o clube goiano está construindo também o seu centro de treinamento.

Parceria
Segundo informações, a parceira entre o Capital e Cristalina terá uma duração de 10 a 20 anos, sendo que, o "novo" time, Capital-Cristalina mandará seus jogos no Estádio Salvador Amado, em Cristalina.

Treinos
O técnico do Capital-Cristalina, Reinaldo Gueldini, já está treinando o time para a estreia no Campeonato Brasiliense. O técnico fechou o estádio para evitar que olheiros dos outros times analisem as jogadas ensaiadas e disposição tática do time cristalinense em campo.

Um dos favoritos

Para chegar à primeira divisão já no primeiro ano, o Capital/Cristalina está investindo num time forte para os padrões da segunda divisão. Para começar, contratou o técnico Reinaldo Gueldini, ex-Gama e Brasiliense, considerado um dos melhores e mais caros do DF.  Entre os jogadores contratados estão o zagueiro Rodrigo Melo, ex-Brasiliense e Dom Pedro II, Luã (ex-Gama), Jones (ex-Gama e Ceilandense), Rafael Toledo (ex-Gama), bastante conhecidos do torcedor brasiliense.  A diretoria do clube goiano busca uma parceria para pagar os salários de Iranildo, dispensado recentemente pelo Brasiliense, como a grande atração do time.

Fonte: Jornal do Guará com adaptações Redecol Brasil



Comente com sua conta do Facebook