Lançamento de satélite norte-coreano deixa Japão e Coréia do Sul em estado de alerta


Base de lançamento de foguete, em Togchang-ri, no noroeste da Coreia do NorteA decisão do governo da Coréia do Norte de lançar um satélite ao espaço na direção do Japão e da Coreia do Sul, a qualquer momento de hoje (12/04), provoca reações nos dois países e também na Europa e nos Estados Unidos. Apesar de os norte-coreanos negarem que o satélite tenha fins militares e nucleares, os líderes internacionais consideram o lançamento uma ameaça à segurança da comunidade estrangeira.

Para os Estados Unidos, o Japão, a Alemanha, o Reino Unido, a França, Itália e o Canadá, que integram o G8, a decisão dos norte-coreanos representa uma violação às resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas. O ministro das Relações Exteriores do Japão, Koichiro Gemba, reiterou que o conselho exigiu da Coreia do Norte a renúncia aos testes nucleares e de mísseis.

Em março, as autoridades da Coreia do Norte anunciaram a decisão de lançar o satélite de observação para fins civis. O satélite de longo alcance denominado Unha-3, segundo os norte-coreanos, tem o objetivo de monitorar as regiões em volta do país. A Coreia do Norte é um dos regimes políticos mais fechados do mundo e está isolado das demais nações.
Coréia do Norte pode lançar satélite a qualquer momento
Base de lançamento de foguete, em Togchang-ri, no noroeste da Coreia do Norte.
No começo deste ano, os Estados Unidos informaram o repasse de cerca de 240 mil toneladas de alimentos à Coreia do Norte. No entanto, devido à decisão de lançar o satélite, o governo norte-americano suspendeu o envio dos alimentos.
Com informações da Agência Brasil

Comente com sua conta do Facebook

Comente com sua conta do Google

Nenhum comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.