7 de setembro - Independência do Brasil


No dia 7 de setembro de 1822, o Brasil se declarava independente do Reino de Portugal, quando D. Pedro bradou nas margens do Riacho Ipiranga, em São Paulo, "Independência ou Morte!", fato que culminou com a emancipação Político-Administrativa do nosso país. Nessa última semana, a cantora Vanusa errou a letra do hino nacional numa solenidade em São Paulo, isso repercutiu em toda a imprensa nacional, porém ela não é a única que não saber cantá-lo, é uma constatação triste saber que a maioria dos brasileiros não sabem cantar o Hino Nacional, ontem, estava vendo uma reportagem do Programa Domingo Espetacular, da Rede Record, onde um repórter foi às ruas pedir para que pessoas cantassem o Hino Nacional, ninguém soube cantar corretamente, muitos alegavam que a letra é muito difícil, outros que não tinha estudo, por isso, não sabiam cantar, outros simplesmente não sabiam. O Brasil é a nossa pátria, devemos ser patriotas, o mínimo que devemos saber como cidadãos é cantar o nosso Hino Nacional, os americanos idolatram o país deles, por isso são a nação mais poderosa do mundo, nós brasileiros também temos que amar o nosso país, pois só assim seremos uma nação respeitada e desenvolvida. Clique no player abaixo para ouvir o Hino Nacional do Brasil e logo abaixo está a letra do mesmo:





HINO NACIONAL BRASILEIRO
Música: Francisco Manuel da Silva (1795-1865)Versos: Joaquim Osório Duque Estrada (1870-1927)
I
Ouviram do Ipiranga às margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.
Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio ó liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!
Ó Pátria amada
Idolatrada
Salve! Salve!
Brasil um sonho intenso, um raio vívido,
De amor e de esperança à terra desce
Se em teu formoso céu risonho e límpido
A imagem do Cruzeiro resplandece
Gigante pela própria natureza
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza,
Terra adorada!
Entre outras mil
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada
Brasil!

II



Deitado eternamente em berço esplêndido,
ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!
Do que a terra mais garrida
Teus risonhos lindos campos tem mais flores,
"Nossos bosques tem mais vida"
"Nossa vida" no teu seio "mais amores"
Ó Pátria amada
Idolatrada
Salve! Salve!
Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro dessa flâmula
- paz no futuro e glória no passado –
Mas se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte,
Terra adorada!
Entre outras mil
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada
Dos filhos deste solo és mãe gentil
Pátria amada
Brasil!


Quer divulgar esta matéria, não esqueça a fonte: http://www.redecol.com.br/
Gostou do Post? Receba nossas notícias via 200Feed



Comente com sua conta do Facebook

Comente com sua conta do Google

Nenhum comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.