Programa Mais Médicos oferecerá mais de 8,500 vagas para médicos brasileiros e estrangeiros



Programa Mais Médicos oferecerá mais de 8,500 vagas para médicos brasileiros e estrangeiros
O governo brasileiro resolveu se mexer após Cuba anunciar que chamará de volta os profissionais daquele país que atam no programa “Mais Médicos” aqui no Brasil. Nesta segunda-feira, o ministro da Saúde, Gilberto occhi, disse durante encontro do presidente Michel Temer com prefeitos na sede da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), em Brasília, que o edital para a convocação de novos profissionais que vão substituir os cubados será divulgado no Diário Oficial na próxima terça-feira (20/11).

Além disso, Occhi afirmou que para garantir a transferência de médicos para as cidades onde atuam os profissionais de Cuba, o governo vai criar um limitador de vagas para cada município. O que se sabe é que serão disponibilizadas no edital mais de 8.500 vagas para médicos brasileiros ou estrangeiros formados no Brasil e que possuem registro no CRM (Conselho Regional de Medicina).

As inscrições para seleção no programa “Mais Médicos” nas vagas deixadas pelos profissionais de Cuba poderão ser feitas a partir da próxima quarta-feira (21/11). Para evitar que muitos carentes ou distantes dos grandes centros fiquem sem médicos, caso o número de médicos de um município seja preenchido, ele não poderá mais ser escolhido pelos concorrentes ao cargo, como ocorria antes.

As medidas são para evitar que cidades tenham muita procura e outras fiquem sem interessados. De acordo com a CNM, entre os mais de 1.500 municípios que têm somente médico cubano no programa, 80% têm menos de 20 mil habitantes e correm o risco de sofrer com desassistência básica de saúde.

Segundo o ministro Gilberto Occhi, 17 mil médicos brasileiros aguardam a divulgação desses editais. Occhi anunciou ainda que o governo estuda uma "forma mais ágil e mais rápida para implantação de um novo Revalida, para que médicos brasileiros formados no exterior possam exercer a sua profissão com segurança".

O Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida) reconhece os diplomas de médicos que se formaram no exterior e querem trabalhar no Brasil. O exame é feito tanto por estrangeiros quanto por brasileiros que se graduaram em outro país e querem exercer a profissão. Na próxima segunda-feira (26/11), um novo edital será aberto para médicos brasileiros e estrangeiros formados exterior.
Como informações da Agência Brasil para o site Redecol Brasil


Comente com sua conta do Facebook

Comente com sua conta do Google

Nenhum comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.