Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

domingo, 25 de setembro de 2016

Telescópio Hubble flagra morte de estrela parecida com o nosso Sol

|

Telescópio Hubble flagra morte de estrela parecida com o Sol
Anã  branca NGC 2440 - Crédito: NASA/ESA.
Esta belíssima imagem capitada pelo Telescópio Espacial Hubble da Nasa, mostra os últimos momentos de vida de uma estrela parecida com o nosso Sol. Em torno do núcleo remanescente da estrela formou-se uma gigantesca nuvem de gás, que, por causa da enorme radiação ultravioleta emanada pela anã branca no centro da imagem, todo o material está brilhando. Os cientistas estimam que em 5 bilhões de anos o nosso Sol também acabará da mesma forma, e essa será o fim o Sistema Solar (consequentemente da Terra).

Nos últimos anos foram descobertas várias estrelas em fase terminal aqui na Via Láctea, esse fenômeno é conhecido pelos astrônomos de nebulosas planetárias, é isso mesmo, você não leu errado. É que nos séculos XVIII e XIX os astrônomos usando telescópios bem menos potentes em relação aos existentes hoje, observaram o fenômeno e acharam que o núcleo da anã branca rodeado de gás e poeira eram discos que rodeavam o planeta, assim como era observado em Urano e Netuno. Assim, a palavra nebulosa planetária, mesmo sendo tecnicamente incorreta, é usada para descrever essas relíquias do universo.

Essa nebulosa planetária capitada pelo Hubble é chamada de NGC 2440 e está a cerca de 4 mil anos-luz da Terra, na direção da Constelação de Puppis. A temperatura no centro da anã branca é de aproximadamente 200 mil graus célsius. O interessante é que o material expelido pela estrela brilha em cores diferentes, dependendo de sua composição, densidade e temperatura. As cores azuis são hélio, azul-esverdeado é oxigênio e vermelho nitrogênio e hidrogênio.

Categorias: Destaque, Tecnologia


Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.