Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Cobrança de pedágio em cinco praças na BR-050 começa entre os dias 12 e 18 de abril

|

Pedágio na BR 050 começa a ser cobrado em abril de 2015
Via BR-050. Créditos: MGO Rodovias.
Cinco praças de pedágio entram em operação na semana de 12 a 18 de abril. Tarifas básicas variam de R$ 3,10 a R$ 5,20. Praça Ipameri (GO) ainda não tem data para início de cobrança.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), responsável pela fiscalização do contrato de concessão da BR-050, autorizou a MGO Rodovias a iniciar a cobrança de tarifa em cinco das seis praças de pedágio na BR-050 nas datas abaixo relacionadas, assim como o valor das tarifas por categoria de veículo. A tarifa básica (categoria 1) é aplicada a veículos de passeio; outras categorias de veículos terão preços diferenciados, conforme a tabela abaixo.

INÍCIO DE COBRANÇA DE PEDÁGIO
  

  
Pedágios
BR-050
Praça
Araguari 1 (MG)
Km 13+730
Praça
Uberlândia (MG)
Km 104+900
Praça
Araguari 2 (MG)
Km 51+475
Praça
Campo Alegre (GO)
km 226+000

Praça
Delta (MG)
Km 198+060

Data/Hora

12 de abril
A partir de 0h00
12 de abril
A partir de 0h00
14 de abril
A partir de 0h00
16 de abril
A partir de 0h00
18 de abril
A partir de 0h00

TARIFAS DE PEDÁGIO POR CATEGORIA DE VEÍCULO
Categoria
Tipo de Veículo
Eixos
Praça
Campo Alegre (GO)
km 226+000
Praça
Araguari 1 (MG)
Km 13+730
Praça
Araguari 2 (MG)
Km 51+475
Praça
Uberlândia (MG)
Km 104+900
        Praça
Delta (MG)
Km 198+060
1
Automóvel, caminhonete e
furgão
2
5,20
3,90
3,00
4,30
3,10
2
Caminhão leve, ônibus,
caminhão-trator e furgão
2
10,40
7,80
6,00
8,60
6,20
3
Automóvel e caminhonete com semirreboque
3
7,80
5,85
7,50
6,45
4,65
4
Caminhão, caminhão-trator,
caminhão trator com semirreboque
e ônibus
3
15,60
11,70
9,00
12,90
9,30
5
Automóvel e
caminhonete com reboque
4
10,40
7,80
6,00
8,60
6,20
6
Caminhão com reboque,
caminhão-trator com
semirreboque
4
20,80
15,60
12,00
17,20
12,40
7
Caminhão com reboque,
caminhão-trator com
semirreboque
5
26,00
19,50
15,00
21,50
15,50
8
Caminhão com reboque,
caminhão-trator com
semirreboque
6
31,20
23,40
18,00
25,80
18,60
9
Motocicletas, motonetas e
bicicletas a motor
2
2,60
1,95
1,50
2,15
1,55
 Obs: Para os veículos com mais de 6 (seis) eixos, será adotado o valor correspondente a Categoria 1 multiplicado pelo número de eixos do veículo que excederem a 6 (seis) eixos. Para efeito de contagem do número de eixos do veículo será considerado o número total de eixos, independentemente de serem suspensos ou não.

Vale ressaltar que a Resolução Nº 4.652, publicada no Diário Oficial da União hoje, 02 de abril de 2015, autorizando a cobrança de tarifa nas praças Campo Alegre, Araguari 1, Araguari 2, Uberlândia e Delta, ocorre depois da concessionária atender todos os pré-requisitos exigidos no contrato de concessão: conclusão dos Trabalhos Iniciais no Sistema Rodoviário; a implantação de 10% (dez por cento) da extensão total das obras de duplicação previstas no Programa de Exploração da Rodovia - PER; a implantação das praças de pedágio; e a entrega do programa de redução de acidentes e do cadastro do passivo ambiental no trecho concedido.

LOCALIZAÇÃO DAS PRAÇAS DE PEDÁGIO NA BR-050
Praças de Pedágio
Estado
KM
Município
Ipameri
GO
143+985
Ipameri
Campo Alegre
GO
226+000
Campo Alegre de Goiás
Araguari 1
MG
13+730
Araguari
Araguari 2
MG
51+475
Araguari
Uberlândia
MG
104+900
Uberlândia
Delta
MG
198+060
Delta

As tarifas básicas de pedágio de cada praça, valor pago pelo usuário como contraprestação às obras realizadas e serviços oferecidos na rodovia, foram definidas tendo como base o valor de R$ 4,53 para cada 100 quilômetros (ou R$ 0,0453/km) estabelecido na data do edital de licitação (maio 2012). Esse valor foi atualizado pela variação do IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Ampliado até a data de início da cobrança das praças, e será corrigido anualmente; conforme estabelece o contrato de concessão. Os valores das tarifas por praça de pedágio variam em decorrência do TCP – Trecho de Cobertura da Praça, também pré-estabelecido no contrato, considerando o valor da tarifa básica multiplicado pelo TCP de cada praça, entre outros fatores.

As cinco praças de pedágio serão operadas por 228 funcionários (agentes de arrecadação), todos contratados nos municípios e região onde elas estão localizadas.
Começa cobrança de pedágio na BR-050


Investimentos - Em 30 anos de concessão, a MGO Rodovias vai investir R$ 3 bilhões na BR-050. Desse total, R$ 2,38 bilhões destinam-se a intervenções estruturais no pavimento e melhorias funcionais e operacionais e R$ 650 milhões especificamente para ampliação/duplicação da rodovia. Nos 5 primeiros anos serão R$ 1,36 bilhão em investimentos, sendo que em 2014 a concessionária já investiu R$ 186,5 milhões e neste ano investirá R$ 280 milhões.

Os benefícios aos usuários e para a economia dos municípios localizados no trecho sob concessão na BR-050 já puderam ser observados em 2014, primeiro ano de concessão da MGO Rodovias. A concessionária gerou 1.674 empregos diretos e cerca de 2.500 indiretos nos municípios. Neste ano, esses municípios também terão uma nova fonte de receita: a arrecadação de ISSQN sobre a arrecadação das praças de pedágio, que é proporcional à extensão da área territorial de cada município na BR-050.

Sobre a MGO Rodovias – A Concessionária de Rodovias Minas Gerais Goiás S.A. assinou contrato de concessão de 30 anos com a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres em 5 de dezembro de 2013 e, a partir de 8 de janeiro, assumiu a responsabilidade pela administração, recuperação, conservação, manutenção, ampliação e operação da BR-050 (GO/MG), no trecho de 436,6 quilômetros que começa no entroncamento com a BR-040, em Cristalina (GO), e se estende até a divisa de Minas Gerais com São Paulo, no munícipio de Delta. Em sua extensão, abrange 9 municípios, sendo 5 em Goiás (Cristalina, Ipameri, Campo Alegre de Goiás, Catalão e Cumari) e 4 em Minas Gerais (Araguari, Uberlândia, Uberaba e Delta). 
Fonte: Assessoria de Comunicação da MGO Rodovias



Categorias: Atualidades, Destaque


Comente com sua conta do Facebook


2 comentários :

  1. Eu já comentei em outro portal da internet e repito aqui: sou a favor da cobrança, desde que o preço seja justo. Nossos governos são incapazes de cuidar da segurança das estradas, obrigando a privatização. Uma pena, mas que seja para o nosso conforto e segurança!

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a tarifa desde que a manutenção das PAs esteja sempre em dia e claro, o valor do pedágio esteja dentro do bom senso, nada de abusos.

    ResponderExcluir

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.