Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Governo brasileiro pede tratamento digno a corintianos presos na Bolívia

|

Brasil tenta libertar corintianos presos na Bolívia
Corintianos presos na Bolívia (Foto: Ricardo Taves)
O ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, reiterou hoje (03/04) que lamenta a morte do estudante boliviano Kevin Espada, de 14 anos, que foi atingido por um sinalizador durante um jogo de futebol, há quase dois meses, na cidade de Oruro, na Bolívia.

Patriota disse que o governo brasileiro esforça-se para que os 12 torcedores do Corinthians presos em Oruro por envolvimento no caso tenham tratamento digno e seus direitos preservados no país. Segundo o chanceler, o caso é assunto de conversas permanentes entre autoridades dos dois países.

Os torcedores brasileiros são acusados de envolvimento na morte de Espada, atingido por um sinalizador em fevereiro, durante jogo da Copa Libertadores da América. Patriota lembrou que, no dia 2 de março, esteve na Bolívia e conversou sobre o assunto com o presidente Evo Morales e o ministro das Relações Exteriores, David Choquehuanca.

“O Brasil lamenta imensamente a perda de uma vida, de um jovem boliviano durante um jogo de futebol, mas está muito empenhado em garantir que os direitos dos torcedores presos na Bolívia sejam respeitados e que o tratamento mais sério possível possa ser dado para o equacionamento adequado dessa situação”, disse Patriota.

Ele reiterou ainda que é fundamental garantir um tratamento digno aos brasileiros que estão na Bolívia. “Com a imprensa boliviana, tive a chance de ressaltar a importância que damos a um tratamento digno para os torcedores presos em Oruro e asseguramos a cooperação judiciária para esclarecer as circunstâncias em que ocorreu essa tragédia, dentro do pleno respeito à soberania boliviana.”

Patriota ressaltou que o assunto está sendo tratado de forma conjunta com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. “[Para assim] fornecermos às autoridades bolivianas elementos que possam ajudar a esclarecer a questão”, disse ele.

Ainda hoje, o chanceler Antônio Patriota reúne-se com o presidente do Corinthians, Mario Gobbi Filho, para conversar sobre o assunto.

Nesta quinta-feira (04/04) em audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado, o ministro voltará a abordar o caso dos torcedores presos na Bolívia. Os senadores querem saber que providências o governo brasileiro tomou e que procedimentos pretende adotar em relação aos torcedores. Os parlamentares se dizem preocupados com o fato de os brasileiros estarem em um presídio lotado, convivendo com presos detidos por vários tipos de crime.

Com informações da Agência BR para o site Redecol Brasil

Categorias: Atualidades


Comente com sua conta do Facebook


Um comentário :

  1. O governo boliviano deve ficar atento ao que está acontecendo no Brasil, quando trata-se de punir culpados por qualquer delito. Trata-se de um pais que está deixando a criminalidade correr sem rédias, e pior do que isto é tentar convencer nossos vizinhos bolivianos a fazerem o mesmo. Estamos sendo massacrados pelos menores de 18 anos que fazem o que bem intende em um pais sem leis como o Brasil. Espero que o governo da Bolívia puna com vigor seja quem for o culpado, pois aqui é só dizer que é menor de 18 anos para fique na impunidade.

    ResponderExcluir

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.