Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Preço da gasolina será reajustado em 10% nas refinarias

|

Governo deve reajustar a gasolina em 10%
Se hoje o consumidor já acha o preço cobrado pelo litro da gasolina caro, ficará mais decepcionado ao saber que o governo, prometeu à Petrobras que no máximo em julho, será definido o percentual de reajuste nos preços dos combustíveis e a data em que o aumento entrará em vigor.

 Em 2011 também houve um reajuste nos preços, no entanto, o governo efetuou uma redução na CIDE (Imposto sobre os combustíveis), que neutralizou o aumento, não sendo sentido pelos consumidores.

Neste ano, de acordo com matéria veiculada na Folha de S.Paulo, o reajuste será de 10% na refinaria e que este percentual já foi autorizado pela presidente Dilma Rousseff. O Planalto, assim como ocorreu em 2011, pretende reduzir o imposto que incide sobre os combustíveis para que esses 10% de aumento não chegue a sua totalidade nas bombas, a expectativa é de que, o aumento real fique entre 5% e 8%.

Para Edison Lobão, ministro de Minas e Energia, o reajuste se mostra necessário porque não há um aumento de preços dos combustíveis para o consumidor há nove anos (você motorista concorda com essa alegação?). Já Graça Foster, presidente da Petrobras, disse que esse reajuste nas refinarias é fundamental para alavancar os caixas da empresa.


Atualização
A gasolina e o diesel vão ficar mais caros nas refinarias. A Petrobras anunciou há pouco (22/06) um reajuste de 7,83% para a gasolina e 3,94% para o diesel. O aumento, no entanto, não terá impacto sobre o preço nas bombas porque a equipe econômica zerou a alíquota da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para os dois combustíveis.

Em nota oficial, o Ministério da Fazenda anunciou a diminuição do imposto para evitar que o aumento chegue aos consumidores e afete a inflação. A pasta não informou o impacto da desoneração sobre os cofres públicos.

“Para neutralizar os impactos dos reajustes dos preços da gasolina e do diesel anunciados pela Petrobras, o governo federal decidiu reduzir a zero as alíquotas da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico incidente na comercialização destes combustíveis. Dessa forma, os preços, com impostos, cobrados das distribuidoras e pagos pelos consumidores não terão aumento”, informou o comunicado.

Desde novembro do ano passado, o litro da gasolina pagava R$ 0,091 de Cide. Para o óleo diesel, a alíquota era R$ 0,047 por litro.



Categorias: Atualidades


Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.