Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

sábado, 19 de maio de 2012

Terremoto em Montes Claros atingiu entre 3,8 e 4,2 graus na escala Richter

|

Terremoto em Montes Claros atingiu 4,2 graus na escala Richter
Um forte tremor de terra atingiu a cidade de Montes Claros, localizada no norte de Minas Gerias, na manhã deste sábado (19/05), provocando muita correria e pânico na população local. Segundo o Corpo de Bombeiros do município, o tremor foi registrado às 10h50, e não houve vítimas.

De acordo com o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), desde 2008, já foram registrados 28 abalos sísmicos em Montes Claros, o mais forte dos três tremores deste sábado, atingiu entre 3,8 e 4,2 graus na escala Richter. O corpo de bombeiros recebeu mais de 50 chamadas, sendo que a maioria solicitava orientações e vistorias em prédios e casas.

O circuito interno de TV de um shopping de Montes Claros registrou o pânico das pessoas no momento em que ocorreu o tremor de terra, houve muita correria, mas ninguém se feriu com gravidade. Veja as imagens no vídeo abaixo:




Causas dos tremores em Montes Claros
Segundo geólogos, os abalos em Montes Claros são ocasionados por uma falha numa fenda geológica da região, para poder monitorar com mais precisão os tremores, a defesa civil de Minas Gerais anunciou em março deste ano que será instalado no município em parceria com a Universidade de Brasília e Universidade de Montes Claros um observatório sismológico.

O Observatório Sismológico de Montes Claros, vai permitir que os especialistas possam determinar a extensão da falha, bem como, prever com maior precisão a ocorrência  e magnitude de novos tremores na região.


Categorias: Atualidades


Comente com sua conta do Facebook


Um comentário :

  1. Para mim o Monitoramento nao esta sendo correto, pois, o ultimo terremoto em dezembro 2012 pareceu ser muito mais forte q o de maio, porem foi mais baixo. Agora ele teve uma duracao maior. Nao estao dando muita atencao a esse problema. Aqui sao mais de 400 mil pessoas correndo risco de vida.

    ResponderExcluir

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.