Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

domingo, 11 de dezembro de 2011

Marconi Perillo quer retomada do projeto de irrigação das Três Barras em Cristalina

|

Projeto irrigação das três barras em Cristalina
O Ministério da Integração Nacional vai liberar R$ 220 milhões para obras de irrigação no Estado de Goiás. O anúncio foi feito no dia 08 de dezembro, em Brasília, pelo ministro Fernando Bezerra Coelho ao governador Marconi Perillo. Os recursos são oriundos do PAC-2 e serão totalmente investidos no Estado até o final de 2014.

Na audiência que concedeu ao governador Marconi Perillo, o ministro confirmou sua vinda a Goiás no próximo dia 27 de dezembro para assinar os termos de compromisso que permitirão a liberação dos recursos. “Será um grande avanço para a agricultura irrigada do Estado. Estamos atendendo a um pleito justo de um Estado produtor e muito importante para a economia do País”, disse o ministro.

A verba será destinada a quatro projetos de irrigação que se encontram paralisados por problemas jurídicos ou técnicos. “Conseguimos nesta audiência, contando com a boa vontade do ministro, destravar todos eles”, disse o governador.

Marconi disse que fará diligências junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) na busca da assinatura de um termo de ajustamento de conduta para a retomada das obras do projeto Três Barras, no município de Cristalina. “Vamos ainda viabilizar a retomada das obras de conclusão dos projetos de irrigação de Flores de Goiás, orçado em R$ 90 milhões e trabalhar para a retomada dos projetos de Campo Alegre de Goiás e Luiz Alves, no município de São Miguel do Araguaia”, informou o governador.

“O ministro Fernando Bezerra, com quem estivemos na semana passada com quase todos os prefeitos do Entorno tratando de projetos de desenvolvimento regional, definitivamente abriu as portas para Goiás. Tem nos recebido bem e se mostrado sensível às nossas reivindicações”, elogiou o governador.

Marconi considerou uma grande vitória ter conseguido que o ministro liberasse o Estado de entrar com uma contrapartida de R$ 20 milhões na execução dos projetos. “Fomos dispensados de arcar com esse investimento. Esta foi mais uma deferência do ministro para com Goiás”, destacou o governador.

Na audiência no Ministério da Integração Nacional, o governador esteve acompanhado do chefe da Controladoria Geral do Estado, José Carlos Siqueira; do secretário de Agricultura, Flávio Camilo de Lima e do superintendente Executivo da Segplan, Otávio Alexandre.

Com informações da Assessoriade Comunicação do Governo de Goiás para o site Redecol Brasil.



Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.