Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

domingo, 8 de agosto de 2010

Projeto de Flexibilização da Voz do Brasil

|

Atualmente, todas as emissoras devem reproduzir o programa entre as 19h e 20h. Pelo substitutivo do relator, Antônio Carlos Magalhães Júnior (DEM-BA), somente as rádios educativas deverão manter obrigatoriamente esse horário, ficando as rádios comerciais e comunitárias livres para iniciar a retransmissão do programa entre as 19h e 23h.


O substitutivo prevê, também, que emissoras públicas de rádio vinculadas ao Poder Legislativo permanecem obrigadas a transmitir a Voz do Brasil às 19 horas, exceto quando houver sessão deliberativa, ocasião em que a emissora fica liberada para transmitir o programa dentro do período de flexibilização.
O ex-ministro das Comunicações, Helio Costa, disse que as mudanças vão atender às necessidades das rádios comerciais das grandes cidades. Segundo ele, com a flexibilização, essas emissoras poderão dar informações importantes no horário de congestionamento, que coincide com a transmissão da Voz do Brasil.
“Atualmente, na hora do programa, a audiência das rádios cai de 20 para 2%, mas nas pequenas cidades das regiões menos populosas as pessoas se valem da informação para acompanhar o que acontece nos poderes”.
O programa "Voz do Brasil" é transmitido desde 1935, de segunda a sexta-feira, com informações do Executivo, do Legislativo e do Judiciário federal.
Para o senador Antonio Carlos, as alterações feitas são pertinentes, respeitam as características regionais e protegem a manutenção de um programa que é tradição e fornece serviço importante, principalmente no interior do país. “É bom deixar claro para a população que estamos flexibilizando e não extinguindo o horário de transmissão da Voz do Brasil e as mudanças não vão prejudicar o objetivo do programa, que é levar informação dos poderes a todos os brasileiros”, disse o senador.


Categorias: Rádio


Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.