Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Rodoviários do Df entrarão de greve na próxima segunda-feira

|

Mais transtornos para a população brasiliense que depende de transporte público. O Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal aprovou, em assembleia realizada na noite de domingo, paralisação da categoria a partir da próxima segunda-feira, 14 de junho. Eles pedem reajuste salarial e outros benefícios. O diretor do sindicato, Lúcio Lima, argumenta que a pauta de reivindicações está aprovada desde 30 de março, mas a negociação com as empresas de ônibus não foi satisfatória até o momento.

Ele contou ainda que houve um encontro com os empresários há 15 dias, mas eles se recusaram a aceitar a proposta dos rodoviários. “ Não restou outro caminho senão a greve”, afirma. Antes da paralisação haverá uma nova assembleia, mas a direção da categoria promete só desistir da greve caso seja oferecida uma proposta alternativa bem superior em relação a apresentada pelas empresas.
A paralisação deve ser geral, pois quase todas as empesas de ônibus participarão. Apenas a Transporte Coletivo de Brasília – TCB ficou de fora. A duração da greve, contudo, não foi pré-determinada. De acordo com a legislação 30% dos serviços devem ser mantidos obrigatoriamente.
A categoria pede 20% de reajuste salarial e de aumento no percentual do tíquete da cesta básica. Além disso, também cobram das empresas do setor plano de saúde, licença maternidade, fim da obrigatoriedade da jornada extra e renovação da frota de ônibus com motor dianteiro.
O sindicato argumentou que alguns funcionários trabalham até 12 horas por dia e que a renovação da frota trará mais comodidade a todos. Ontem, 10 de junho, os usuários de transporte coletivo foram pegos de surpresa com uma paralisação “relâmpago” dos rodoviários, todas as cidade do Distrito Federal foram atingidas e milhares de pessoas que dependem do transporte público ficaram impedidas de embarcar por falta de ônibus, a paralisação foi de 6 às 8 da manhã, horário em que as pessoas vão ao trabalho, escola ou faculdade.
Fonte: Jornal O Destak de Brasília (08 de junho), com adaptações Redecol Brasil

Categorias: Dicas


Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.