Últimas Notícias

Notícias do Rádio

Telefonia

Nº de visualização do site

Pessoas Online

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Como anda a saúde no Entorno de Brasília

|

A Rede Integrada de Desenvolvimento do Entorno e do Distrito Federal, aponta que para melhorar a saúde do Entorno de Brasília deverão ser investidos mais de R$ 1 bilhão na região e ainda assim, a saúde só deverá melhorar em dois ou três anos. Segundo um projeto elaborado em 2007 pela entidade, são necessários:


  • Quatro hospitais que deverão ser construídos em Valparaíso, Planaltina de Goiás, Águas Lindas e Unaí. Cada um teria de 200 a 300 leitos e também de UTI´s, coisa que nenhum hospital do Entorno atualmente disponibiliza;
  • 180 unidades básicas, com capacidade para atender quatro mil pessoas por mês;
  • Dez unidades de pronto-atendimento e dez policlínicas.
O valor do projeto chega à marca de R$ 1,081 bilhão e as etapas planejadas para 2008 já estão atrasadas, mas o governo goiano acredita que vai conseguir dinheiro para as obras. “Agora, basta sentar os governadores com o governo federal, o Ministério da Integração e o Ministério da Saúde, e definir os recursos. Realmente, não está difícil de resolver”, afirma a secretária de Saúde de Goiás, Irani de Moura, ao DFTV.

A todo instante chegam dezenas de ambulâncias lotadas de pacientes oriundos de cidades do Entorno nos hospitais de Brasília, o que acaba por sobrecarregar a rede pública de saúde do DF e a conseqüência é a falta de médicos, além de longas filas.

O Sistema de saúde do Entorno do Df é tão precário que quase a metade das crianças da região nascem em Brasília, ou seja, 46% dos bebês da região não nascem em Goiás e sim em Brasília.

O único hospital da região que foi projetado para oferecer dez leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), localizado em Santo Antônio do Descoberto (40 Km de Brasília), começou a ser construído em 2003 e até hoje não foi concluído. Os moradores da cidade dizem que o Hospital já foi inaugurado 3 vezes, porém, ainda não funciona.

Em entrevista ao DFTV, o secretário de Saúde de Santo Antônio do Descoberto, Jair Yamamoto, disse “Nós teríamos praticamente todos os tipos de atendimento, principalmente as urgências e emergências. Além da parte de trauma, com nosso pronto-socorro e centro cirúrgico bem equipado, e daríamos suporte a todos os municípios do Entorno Sul”.
Em Cristalina, a maioria dos pacientes que necessitam de um tratamento mais especializado (mesmo que seja de média gravidade) são transportados para os hospitais de Brasília, principalmente para o HRG – Hospital Regional do Gama, HRAN – Hospital Regional da Asa Norte e Hospital de Base de Brasília nos casos mais graves, igualmente o que acontece nas outras cidades do Entorno, porém, Cristalina está mais distante de Brasília em comparação com a maioria das cidades da região, dessa forma, os pacientes são obrigados a enfrentarem até 130 Km dentro de ambulâncias para conseguirem atendimento em Brasília, aumentando ainda mais sua chance de morte.
Além dos quatro hospitais previstos no projeto, os governantes cristalinenses tem que lutar para tenta trazer um hospital para nossa cidade que tenha condições de ao menos atender os casos de média gravidade, além é claro de oferecer leitos de UTI, evitando que as pessoas tenham que se deslocar para Brasília para serem atendidas. O que certamente melhoria muito as condições de vida da população, não de Cristalina, mas também de toda a Região do Entorno de Brasília.
Veja a reportagem do DFTV da TV Globo que trata a respeito da Saúde no Entorno:








Categorias: Atualidades


Comente com sua conta do Facebook


Postar um comentário

Antes de comentar leia nossa Política de Comentários

Atenção: Os comentários não refletem as opiniões do editor e nem do Site.